27 jan
2012

Depois da morte

Recorda-te de que a vida é curta; esforça-te, pois, por conquistar, enquanto o podes, aquilo que vieste aqui realizar: o verdadeiro aperfeiçoamento. Possa teu espírito partir desta Terra mais puro do que quando nela entrou! Pensa que a Terra é um campo de batalha, onde a matéria e os sentidos assediam continuamente a alma; corrige teus defeitos, modifica teu caráter, reforça a tua vontade; eleva-te pelo pensamento, acima das vulgaridades da Terra e contempla o espetáculo lumisoso do céu..”

—Léon Denis, no seu livro Depois da Morte.

[enviado por Danielle Prieto, amiga e leitora – Bauru – SP]

2 Comentários

  • Prezados Irmãos e Irmãs em Cristo, boa tarde! Uma luta constante é travada neste momento por toda parte em vosso planeta. Muitas incompreensões ainda prevalecem e o domínio dos mais fortes sobre os fracos perdura por toda parte. Os humanos ainda não entenderam os ensinamentos do Cristo que manda vos amardes uns aos outros para que sejais felizes. Uma turba de espíritos enganadores e mentirosos ainda encontra guarida nas mentes e corações por todas as partes do Globo. Poucos Irmãos se deram conta que precisam vencer a si mesmos suas más tendências e que somente pondo em prática os ensinamentos do Cristo é que poderão se libertar das amarras do egoísmo e do orgulho. Onde está a vossa determinação de seguirdes o bom caminho se ainda vos comprazes nos pensamentos inferiores? Amigos, a Doutrina Espírita não é a única forma de vos libertar, mas certamente é objetiva e prática, que pode falar aos vossos corações de forma racional e direta para o seu bom entendimento. Mãos na charrua, a obra precisa de trabalhadores sinceros. Nós esperamos por vós! Do amigo Natanael. Psicografia realizada no dia 26/01/2012 no Centro Espírita A Caminho da Luz – Jaboticabal – SP. por Laudemar de Amorim.

  • Poque será que é tão dificil amar o próximo , será porque não amamos nem a nós mesmos, queremos tudo , somos orgulhosos, não temos humildade, e sofremos, porque procuramos felicidade onde nossas mãos podem pegar, até quando seremos assim… o tempo urge e não temos muito tempo, precisamos parar e pensar…
    muita paz a todos.

Deixe seu comentário para mariza duarte