1 maio
2013

Você está ocioso?

Certa feita, estava na Casa Transitória Fabiano de Cristo, em São Paulo, e quando de lá me retirava, de carro, notei a presença de um senhor de avançada idade, todo curvado, que parecia tomar o mesmo rumo para o qual me dirigia. Condoído com aquela situação, parei o carro e indaguei àquele senhor qual o destino dele. Respondeu-me que iria pegar um ônibus na Av. Celso Garcia. Então, ofereci-lhe uma carona, no que ele concordou prontamente. Entrou no carro com alguma dificuldade física e logo entabulamos conversa. Respondendo às minhas indagações, me disse que era voluntário da Casa Transitória desde a sua fundação e que todos os sábados pela manhã, havia mais de 30 anos, dedicava-se aos serviços de contabilidade daquela abençoada instituição espírita.

Fiquei surpreso, pois a minha primeira impressão foi de que ele era um dos inúmeros assistidos da casa. Quando chegamos ao ponto do ônibus, perguntei qual era o seu destino. Disse-me que iria até o Hospital do Tatuapé. Pensando que estivesse com algum problema de saúde, prontifiquei-me a levá-lo. Ele aceitou a prolongação da carona e me disse que iria ao hospital, tal como fazia todos os sábados à tarde, trabalhar como voluntário. Tomado de novo impacto, perguntei-lhe que espécie de serviços prestava: disse-me, com muita simplicidade, que havia muito trabalho a ser feito naquele hospital, desde conversar com os doentes, transmitindo-lhes palavras de carinho e conforto, como também auxiliar enfermeiros, empurrando macas, segurando o frasco do soro, enfim, pequenas tarefas de auxílio aos enfermos.
Já estava envergonhado. Eu, com o meu corpo perfeito, em plena juventude, podendo desfrutar de um carro, ainda encontrava muita dificuldade em prestar algum tipo de auxílio ao próximo. Chegando ao hospital, já nas despedidas, disse-lhe que poderia mesmo se intitular um verdadeiro espírita. Mas qual não foi a minha outra surpresa ao saber que ele não era espírita.
Afirmou que era católico praticante, que ia à missa todos os domingos e que nutria afeição pelo trabalho social espírita. Despediu-se, dizendo:
“Os necessitados estão em toda parte e o Cristo não nos pede qualquer bandeira religiosa para servir”.
Basta o desejo sincero de trabalhar em favor do próximo, nosso irmão do caminho. Afinal, quem garante que amanha não seremos nós que estaremos num hospital, um asilo, num albergue? Disse-nos o Cristo: “Façam aos outros aquilo que gostariam que fizessem a vocês”. É por isso que a nossa felicidade não pode ser construída à custa da infelicidade dos outros. Os espíritos superiores nos trouxeram o esclarecimento de que fora da caridade não há salvação, e nós complementamos dizendo que fora da caridade não há felicidade.
Aquele bom velhinho fazia a sua parte. Não estava ocioso, inativo. Trabalhava, sem escolher o lugar, sem preconceito religioso. Ele é um homem feliz.
Vamos arregaçar as mangas?

José Carlos de Lucca
 Sem Medo de Ser Feliz

GRUPO DE DIVULGAÇÃO ESPERANÇA

13 Comentários

  • DEUS ESTA DENTRO DE CADA UM / NAO IMPORTA CRENÇA, COR OU RAÇA…..OQ IMPORTA EH NOSSA FÉ, NOSSO AMOR COM O PROXIMO, ACHEI LINDO, UMA LIÇAO DE AMOR!!!!!!!!!!//ATT BYA MARKO……..

  • Um mais um é sempre mais que dois!
    Enquanto estivermos chorando pelas próprias dores, jamais teremos a oportunidade de ver a dor do outro. Muito bom texto e experiência!

  • Fiquei emocionada com este artigo, e ao mesmo tempo envergonhada , pensando será que eu como espiríta estou fazendo de acordo com minhas possibilidades… este artigo é para pensar e refletir, obrigada.
    Muita paz a todos.

  • Excelente o texto , emocionante…me senti ociosa…
    Obrigada!

  • A Bandeira do amor,da caridade é toda aquela que abraçamos e exercemos seja onde estivermos…ela não tem endereço certa e se estala nos corações daqueles que está aberto ao chamado de ¨Jesus¨ nosso amado mestre!!!

  • Nos somos muito egoístas, a grande maioria das pessoas tem vergonha de ajudar, fazer caridade faz parte da vida, isso não importa a tua religião, cor ou seja lá o que for, caridade gera caridade….pensem nisso.

  • Sou espíríta, mas creio que o católico pratica muito mais o trabalho voluntário em favor dos necessitados, pelo menos vejo isso na casa espiríta que frequento. Ninguém pode ficar ocioso, tanto a bíblia como a doutrina espiríta nos ensina que o limite do trabalho é a força.

  • Amar e Servir é a base da Evolução. Muitas vezes desperdiçamos tempo e oportunidades de servir na comodidade da vida material. ROBINSON

  • Uma grande lição. emocionante. Eu sou deficiente, uso duas muletas mas onde eu acho que há dificuldades , este senhor idoso viu oportunidades. Ainda há tempo para mudar meus conceitos.

  • Que exemplo mais lindo!!! que todos possamos nos unirmos numa só causa, fazer o bem aos outros, assim estaremos fazendo o bem a nós mesmos sem percebermos.

  • que exemplo lindo :::::::::::::::::::::: ha MEUS JESUS se todos fizessem pelo menos a metade esse mundo seria muito diferente.

  • Para este belo exemplo aqui conotado as minhas palavras de Reflexão: Quando o Grande Mestre equalizou o grande ensinamento do Amor,simplesmente ele se prontificou com a seguinte colocação;Eu Sou O Caminho a Verdade e a Vida,dentro desta sintese Eterna esta a colocação para todas e qualificadas bandeiras que serve ao Senhor,portanto o mal entendido da cultura na Universidade das doutrinas no Planeta Terra, é que não entenderão ainda que o Caminho aberto pelo codificador, tem como objetivo de dar a continuidade da grande Sintese do Mestre,e o Tempo se encarregara de concluir as pendências da plataforma humana de entender,porque espirita? porque todos são espiritos, encarnados e desencarnados,portanto sem o despertar da consciência todos são espiritas independentes de Bandeiras e Filosofias,informações que o tempo colocara para cada consciência no conhecimento de si mesmo,quando as grandezas da Alma despertadas para reconhecer suas próprias Ignorâncias.
    E que Jesus nos Abênçoe Hoje e Sempre.
    Israel

  • Parabens ao nosso amigo pelo exemplo edificado de um Cristão,que pela narração era um anônimo aos desconhecidos, com relação ao tema Ocioso podemos verificar que o recado é de suma importancia para todos os Cristãos,independente da Bandeira que cada um possa estar defendendo.E para esse epilogo temos um grande exemplo no Evangelho “Quem é por Nós, Não é contra Nós. Marcos 9-v.40 Lucas 9-v.50, vemos que a importancia de aprender a Somar ainda é muito Grande diante das fileiras que se faz presente diante do Evangelho,e o aprendizado para a nova reforma que se encontra em processo da Regeneração esta contando com todos os iniciados dentro do conhecimento universal do Eterno. Não é por acaso que existe Espirita e espiritas.Que este Chamado seja hoje a resposta do amanhã para quem já se acha na Caminhada.

Deixe seu comentário para BYA MARKO