16 mar
2011

Porque creio que Chico foi Kardec

Texto enviado pelo amigo e leitor Emerson – Bauru – SP

Carlos A. Baccelli

Carlos Baccelli

Os motivos que me levam a uma convicção pessoal de que Chico Xavier tenha sido a reencarnação de Allan Kardec  tão numerosos e distintos são que passarei a expor alguns deles, sem o menor propósito de polemizar em torno do assunto.

  1. Tendo convivido com o médium por mais de 25 anos, não observei diferença significativa entre a sua personalidade e a do Codificador. Consideremos, segundo nos é dado depreender das informações prestadas pelos principais biógrafos de Kardec e dos escritos de sua própria lavra, que ambos eram, quando necessário, austeros e amáveis, determinados e bons.
  2. Chico Xavier – creio que todos concordam a respeito – foi o legítimo continuador de Kardec, no que tange ao desdobramento da codificação e à tarefa de difundi-la, através da palavra e do exemplo.
  3. Após o 2 de Abril de 1910, data do nascimento de Chico, o espírito de Allan Kardec não mais estabeleceu, ele mesmo, qualquer contato mediúnico confiável com os encarnados.
  4. O Espírito Verdade, coordenador espiritual de imensa equipe que o assessorava e um dos seus Protetores, havia lhe informado, em mais de uma ocasião, que, dentro de pouco tempo, ele tornaria a reencarnar para dar seqüência à obra encetada.
  5. O próprio Kardec, elaborando os cálculos, deduziu que a sua volta à Terra se daria no final daquele século ou no começo do outro.
  6. Chico Abraçou a mediunidade aos 17 anos de idade; os Espíritos haviam dito a Allan Kardec que, quando ele voltasse à Terra seria em condições que lhe permitissem trabalhar desde cedo.
  7. Emmanuel, um dos Espíritos Codificadores, foi ao lado do Dr. Bezerra de Menezes e tantos outros, o coordenador da tarefa mediúnica de Chico Xavier.
  8. O Mentor da “Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas” fundada por Kardec era São Luis; o do Centro Espírita de Pedro Leopoldo, fundado por Chico Xavier, é São Luis Gonzaga.
  9. Se Chico não foi a reencarnação do Codificador, conclui-se naturalmente que ele não reencarnou e que, portanto, o Espírito Verdade se enganou no que lhe disse, o que – convenhamos – colocaria em questão a sua condição espiritual.
  10. Se a espiritualidade superior tivesse mudado de planos – o que é inconcebível, depois de anunciá-los -, porque o grande silêncio de Allan Kardec, através da maior antena psíquica do século: Chico Xavier?
  11. Chico, com freqüência, se referia a Jesus e aos Espíritos amigos, mas pouco mencionava o nome de Allan Kardec.
  12. Para os íntimos, Chico revelava um conhecimento da vida do Codificador que não encontramos em nenhuma de suas biografias. Contou a mim e a outros, por exemplo, que um de seus sobrinhos, após o seu desenlace, entrou na justiça reivindicando parte dos direitos autorais das obras da Codificação, o que, segundo o médium, atrasou a divulgação da Doutrina em 50 anos: Coincidência ou não, Chico teve um sobrinho que lhe criou sérios problemas, em caluniosa difamação plenamente infundada.
  13. Chico não se casou e, embora Kardec tenha se consorciado, segundo o médium, ele e D. Amélie Gabrielle Lacomb Bouded, que era 9 anos mais idosa do que ele, cultivavam um amor puro: ela nutria por ele verdadeiro zelo maternal. Isto me foi dito pelo próprio Chico, conforme a Dra. Marlene Rossi Severino Nobre, que também estava presente na ocasião, escreveu em um artigo da “Folha Espírita”.
  14. Outras “coincidências” nos fazem pensar: Kardec desencarnou em 31 de março e foi sepultado no dia 2 de abril, data do nascimento de Chico Xavier, tendo o seu corpo ficado exposto à visitação pública durante 48 horas; o mesmo pedido foi feito por Chico Xavier aos seus amigos.
  15. Era hábito de Kardec efetuar doações financeiras a amigos em dificuldades, encaminhando-as em nome dos Bons Espíritos; o mesmo fazia Chico Xavier, inclusive empregando a mesma terminologia do Codificador. Diga-o quem, neste sentido, tenha sido beneficiado pelo médium.
  16. Existem fotos de Kardec e Chico que poderiam ser sobrepostas, tal a semelhança de postura entre os dois; é espantosa a semelhança revelada entre as mãos de um e de outro, além do costume de Chico sempre usar paletó, mesmo sendo o Brasil um país de clima tropical.
  17. Em Uberaba, e acreditamos em outras cidades, vários médiuns confirmavam que Chico era a reencarnação de Allan Kardec, inclusive notável medianeira Antusa Ferreira Martins, que era surda-muda e analfabeta, portanto incapaz de ser influenciada por especulações neste sentido.
  18. Entre os que contestam ser Chico a reencarnação de Kardec, há os que afirmam que o Codificador não teria sido tão tolerante quanto Chico o foi com o que lhe sucedia ao redor, envolvendo irmãos de ideal e outros, esquecendo-se de que, em “Obras Póstumas”, o Codificador não hesita ao confessar que a “Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas” havia se transformado em um foco de intrigas contra ele e que enfrentara inúmeros dissabores inclusive traição.
  19. Chico jamais confirmou ser a reencarnação de Allan Kardec; ao contrário quando não fazia questão de negá-lo, inclusive em entrevistas, respondia reticentemente em torno do assunto.
  20. Poderiam, perfeitamente, ser de Chico Xavier as seguintes palavras de Allan Kardec: “Sentia que não tinha tempo a perder e não perdi; nem em visitas inúteis, nem em cerimônias estéreis. Foi a obra de minha vida. Dei-lhe todo o meu tempo, sacrifiquei-lhe o meu repouso, a minha saúde, porque diante de mim o futuro estava escrito em letras irrecusáveis.
  21. Chico e Kardec eram assim: “Aos domingos – escrevia ainda Leymarie -, sobretudo nos últimos dias de sua vida, convidava amigos para jantar em sua Vila Ségur (Chico os convidava aos sábados, para almoçar). Então, o grave filósofo, depois de haver batido os pontos mais difíceis e mais controvertido da Doutrina, esforçava-se para entreter os convidados. Mostrava-se expansivo, espalhando bom-humor em todas as oportunidades”.
  22. Kardec e Chico, acima de tudo, tinham e têm um acendrado compromisso com o Evangelho de Jesus, em sua obra e em sua vida.

Ao terminar, esclareço que, sendo adepto de uma doutrina de livre expressão, qual é o Espiritismo, reivindico para mim o direito de pensar como penso e deixo exarado neste testemunho, sem, evidentemente, negar a qualquer outro o direito de discordar de minhas convicções, sem que me sinta, necessariamente constrangido a transformar o assunto em polêmica sem proveito, com responder a objeções que o tempo, e somente o tempo, haverá de fazer.

Matéria contida na revista “Goiás Espírita” Ano7 – nº 23 – 2003.

11 Comentários

  • Não vejo sinceramente a importância de tal informação, e se de fato o querido confrade não tenha o interesse “do menor propósito de polemizar”, deveria, para o bem do Movimento Espírita, tratar de assuntos de interesses menos restritivos e que nada acresce para a Divulgação Espírita. Que guarde a sua convicção pessoal de assuntos semelhantes para sí mesmo.

    Busquemos nos limitar a contribuir com considerações de interesses para a coletividade, atendendo sempre as orientações dos amigos espirituais.
    – eles só se manifestam a respeito de algum assunto, somente quando tais informações são de interesses coletivos,para toda homanidade, nunca para um grupo, casta etc.
    Que utilidade tem esta informação?
    vamos voltar, em seguida a discutir a natureza extra-humana de Jesus?!

    Há muito o que fazermos na implantação do amor entre os homens; por favor não percamos tempo ele urge.

    Muita Paz.

    Marcos Peixoto
    Centro Espírita Cultivadores do Evangelho-Magé/RJ

  • Não vejo nada de construtivo nestas informações. O espiritismo é muito mais que meras especulações sobre possíveis encarnações deste ou daquele espírito. O importante é o que o Espiritismo tem feito pela a humanidade. Não devemos esquecer que os espíritos mais evoluídos não se importam com suas encarnações anteriores, não querem saber se foarm este ou aquele personagem do mundo da matéria.; pra eles o mais importante é fazer o bem e estudar.Tentemos fazer como eles: estudar as obras da codificação e exercer a caridade material e, também a caridade moral que pode começar por textos realmente transformadores e não simples especulações. O mundo está de muito necessitado de esclarecimentos objetivos sobre a doutrina dos espíritos e, nós espíritas, temos o dever de fazer a nossa parte promovendo o conhecimento racional da doutrina.

  • Nossa li, reli sempre bom ler algo sobre o querido Chico Xavier, e o querido irmão tem claro todo direito de abrir seu coração, fiquei chocada foi com os comentários acima, é radicalismo existe em todas as doutrinas religiosas inclusive na espírita,que pena não é? Que maneira rude de comentar, nossa quer dizer que espíritas não podem extravassar o que sentem?
    Triste, eu não sei se é ou não a reencarnação de Allan Kardec, eu sei que o Chico tentou tornar mais branda a forma espírita de ver as coisas, sabe não apontar, julgar olhar todos os lados da moeda, que eu saiba inclusive ele achava a Federação Esp.de SP bastante radical e presa a velhos conceitos. O mundo tem evoluido rapidamente, e deste a vinda de Kardec e Chico muitas coisas foram esclarecidas, e certos pontos revistos, a verdade se torna mais ampla porque ninguém a tem totalmente, ninguém.
    Leviamos começar a lutar por uma única religião a do AMOR pois se ele não for puro não adianta ter fé. Paulo de Tarso deixou isto bem claro,a Caridade é a qualidade maior, sem ela nem a Fé adianta. Os irmãos que comentaram acima não leram muito bem esta parte da doutrina,que pena. Um grande abraço de alguém que não é ninguém, beijos

  • Taubaté,20 de setembro de 2011. Caros amigos e irmaõs em Cristo,quero aqui dar a minha humilde opinião sobre a tese;”Chico Kardec”eu poderia dar aqui;1001 motivos para afirmar que Chico é realmente a reencarnação do mesmo Espirito que animou o corpo de Kardec,mas por enguanto me reservo o direito de dizer,oque me é permitido pela Espiritualidade,posso dizer que desde criança sentia uma forte presença de chico xavier ao meu lado, nasci em 1951,e em 1960 com 9 anos de idade,o mentor de nossos trabalhos mediunicos,da primeira casa espirita que freguentamos[Ordem e Progresso]cuja medium principal da casa era chamada carinhosamente de;”Mariinha”que foi um altentico Chico Xavier para mim,ela me disse que eu tinha uma missão mas que ia demorar,e em 1999 recebi o primeiro aviso,de que estava chegando a hora da minha missão,e desde esse dia inumeros avisos recebi dos guias e mentores de varias casas Espiritas,incrusive de uma senhora da renovação Carismatica Catolica. Não coseguindo segurar mais a minha ansiedade,decidi falar alguma coisa,principalmente sobre Chicokardec. Em 1998 ao ler artigos escritos em jornais e revistas Espiritas, notei que muitos artigos e comentarios Espiritas,escritos geralmente pelos mais Letrados[elite espirita]notei que descosideravam e condenavam os escritos e atitudes dos Espiritas mais simples e humildes,incrusive Chico Xavier. Diante desta triste realidade,resolvi questionar isso aos mentores de mais confiança de nossos trabalhos mediunicos,e ao questionar que;”Jesus agradeceu a Deus por o permitir que o revelace aos simples e ignorantes e não aos sábios e prudentes”,e eu queria saber o porque dessa triste realidade em que se encontrava o meio Espirita,o porque de tanto orgulho e pretenção,e o Mentor Espiritual me respondeu;”O irmão acha que são os simples e ignorantes os mais nescessitados de excrarecimentos Espirituais,afinal o sol nasce para todos”,após esta resposta e envolvido por uma forte intuição,compreendi a verdadeira missão de;”Alan Kardec”. A espiritualidade Maior o preparou ligando-o a ciencia e a intelectualidade para atrair os”Sabios e Prudentes Modernos”para tambem conhecerer e aceitarem o evangelho de Jesus,e serem colaboradores da missão da terceira Revelação[mais tarde me confirmaram que era isso mesmo que eu tinha entendido,pois estes eram as ovelhas que faltavam no aprisco de Jesus]. Sobre o Chico,eu sempre acreditei que ele fosse a reencarnação de Alan Kardec,e em 1999 ao ler o livro de Wilson Garcia;”Chico voce è Kardec”eu fiquei muito triste ao saber que um jornalista perguntou ao Chico se ele era Kardec,e ele respondeu que não,e mais uma vez questionei a espiritualidade sobre isso e eles me responderam;”O irmão acha que isso compromete a verdade,leia o livro;O evangelho de chico xavier[de carlos baccelli]com mais atenção e encontraras ali as respotas que procuras”,achei muitas coisas interessantes, mas o que exclarece melhor a tese Chico Kardec,são duas pequenas mensagens,no item;94,Chico diz;”Eu sempre quis ter livros…Quando menino,colecionava revistas,gravuras historias dos Santos da igreja…sempre gostei muito de ler,mas nunca pude comprar um livro…Admirava nas fotos,as grandes bibliotecas…quando os espiritos começavam a escrever por meu intermédio,eu tinha uma vontade imensa de ver as paginas de autoria deles publicadas,certa vez,o meu pai que não podia compreender a minha vocação literaria,queimou todas as minhas coleções”[isso nos dá uma idéia de agradecimento aos santos da igreja católica que colaboraram com a codificação,e que ele foi intelectual na encarnação passada e que tambem lembrou a queima dos livros dos Espiritos,mas isso não é tudo,pois a melhor e mais compreta comprovação da sua verdadeira indentidade esta no item;207,pois ele diz;”Gente há que diz que eu disse isto ou disse aquilo…pode ser falso,reservo para mim o direito de pensar como penso,mas não tenho o direito de sair proclamando tudo,a verdade não tem dono,a minha opinião é a minha opinião,nem sempre Emanuel está falando pela minha boca,aminha vida foi desapropriada pelos espiritos,agora tudo que voces ouvirem atribuidos a mim pode ser falso”. Bem isso encerra tudo,vemos que Emanuel é muito mais que um simples mentor Espiritual,ele é mais do que um anjo da guarda,pois protegeu e defendeu Chico nas horas mais dificeis,pois respondeu pela propria boca de Chico,as respostas que o proprio Chico não podia responder. È como Chico nos diz no item;19;”A verdade que fere, é pior que a mentira que consola,entenda quem puder”. Que a paz de Jesus esteja com todos. Eu Claudemir dos Santos,autorizo desde já a divulgação destas linhas que escrevi.

  • Em se tratando de Chico ser o proprio Kardec reencarnado,eu posso acrecentar sem medo de errar,que a esposa de Kardec,Amélie Boudet,esteve reencarnada com uma missão maravilhosa e proxima ao Chico Xavier,e ambos se apoiando,um ao outro. Trata-se de dona Aparecida,fundadora e mantenedora do hospital do fogo selvagem. Que Jesus nos de humildade suficiente para aceitarmos esta realidade.

  • NA VERDADE É VÁLIDO O QUE PENSA BACELLI,SE ZAQUEU REENCARNA EM BEZERRA DE MENEZES, PUBLIUS LENTULLUS CORNELIUS VOLTA AO PLANO ESPIRITUAL COMO EMMANOEL,SUA ESPOSA LIVIA LENTULLUS REENCARNA COMO MARIA DE NAZARÉ,ELIAS REENCARNA COMO JOÃO BATISTA,PONCIO PILATOS TALVEZ SEJA A RENCARNAÇÃO DE DIVALDO FRANCO,RASPUTIN REENCARNA NO CURADOR BRASILEIRO ZÉ ARIGÓ,MARIA MADALENA REENCARNA EM MADRE TERESA DE CALCUTÁ,JOANA DARC REENCARNA COMO ANITA GARIBALDE,PORQUE NÃO ALLAN KARDEC REENCARNAR COMO CHICO XAVIER.ESSA É UMA CORRENTE QUE SOMENTE O ESPIRITISMO BASEADO NA CIENCIA E NA HISTORIA PODE AFIRMAR OS FATOS E OS IDEAIS.

  • VALEU CONSTANTINO,VOÇE É UM ESTUDIOSO,CRITICO DESSA DOUTRINA QUE PREGA QUE A HOMILDADE É O CAMINHO PARA O PARAISO.

  • OPS. NÃO É HO…E SIM HU…

  • Chico ser Kardec é garantia da continuidade da Terceira Revelação
    O que está realmente em causa na comprovação da Tese que Chico Xavier é a reencarnação de Allan Kardec?…
    Não é o passado do espírito, mas sobretudo o futuro da doutrina espírita!
    http://www.vinhadeluz.com.br/site/noticia.php?id=2525

    Porque Chico ser Kardec é importante para o Espiritismo? Carlos Baccelli
    https://www.youtube.com/watch?v=72uLuKIXfoQ

  • Claudemir dos Santos: pode-me contactar para meu e-mail por gentileza assim q possível? Obgd abçs

  • Fortes evidencias da VOLTA de Kardec em uma nova ENCARNAÇÃO para complementar a obra do Espiritismo, fatos descritos no livro “Obras Póstumas/Allan Kardec” datada em junho/1860, página 291 a 300, assim diz o Espírito Verdade a Allan Kardec: prossegue em teu caminho sem temor; ele está juncado de espinhos, mas eu te afirmo que terás grandes satisfações antes de voltares para junto de nós “por um pouco”.

    Questiona Kardec: Que queres dizer por essas palavras: “por um pouco?”

    Conclusão do Espirito Verdade: Não permanecerás longo tempo entre nós (no Mundo espiritual). Terás que volver à Terra para concluir a tua missão, que não podes terminar nesta existência (como Kardec). Se fosse possível, absolutamente não sairias daí; mas, é preciso que se cumpra a lei da Natureza. Ausentar-te-ás por alguns anos e, quando voltares (em nova encarnação), será em condições que te permitam trabalhar desde cedo, isto é jovem (isso porque Kardec começou a obra da espiritualidade aos 50 anos de idade).

    Reflexão de Kardec: Calculando aproximadamente a duração dos trabalhos que ainda tenho de fazer (nesta encarnação como Kardec), e levando em conta o tempo da minha ausência (período pós-desencarnação) e os anos da infância e da juventude até a idade adulta em nova existência… a minha volta (reencarnação) deverá ser forçosamente no fim deste século (19), ou no princípio do outro século (20), isto é, início dos anos 1900.

    Falecimento de Allan Kardec: 31/03/1869

    Nascimento de Chico Xavier: 02/04/1910 – princípio do século pós-falecimento de Kardec

    A mediunidade Chico Xavier se manifestou visivelmente a partir dos 04 anos de idade, isto é, CEDO conforme o Espírito Verdade anunciou.

Deixe seu comentário para karem