29 mar
2012

Perdão como terapia para doenças psicossomáticas

 Por Marisa Lobo – Psicóloga Clínica

Ao compreender de forma abrangente “o que é perdoar”, e ao aprender a realizar corretamente o “tratamento do coração ferido” usando “o curativo do perdão”, a pessoa encontra a melhor, a mais profunda e a mais rápida terapia para a cura de toda e qualquer ferida emocional, ou seja, para a cura de todo sofrimento causado pelas ofensas sofridas.

Foi o divino psicólogo, Jesus Cristo, quem ensinou essa terapia. Foi Ele quem indicou esse “remédio”. Foi Ele quem prescreveu como fazer os curativos. Aliás, Ele foi e é muito exigente com Seus discípulos de todos os tempos, inclusive conosco, quanto ao uso da “pomada” do perdão, quanto à obrigatoriedade de perdoar a todos, de tudo, e sempre. Mas, Ele faz essa exigência por amor, pois conhece todos os benefícios do perdão, principalmente para quem perdoa.

Certo dia, São Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Respondeu Jesus: Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete” (Mt 18, 21-22). Nesta afirmação de Jesus: “perdoar 70 X 7” está todo o segredo do sucesso dessa forma de tratamento do “coração emocional” ferido.

As feridas do coração

As doenças psicossomáticas se encontram em nosso coração psíquico, situado em nosso cérebro. É ali que ficam gravados todos os sofrimentos causados por ofensas, injúrias, traições, maus tratos, calúnias, injustiças, ingratidões, e todo outro tipo de desamor sofrido. É ali, também, que ficam gravadas as boas lembranças de todas as provas de amor recebidas, por isso escrevi o livro “como fazer de seu filho uma criança Feliz editora arte editorial” para, ensinar aos pais como se formam os afetos das crianças, os motivos e como o modelo oferecido é importante, como as primeiras impressões do cérebro são colocadas no cérebro das crianças, são responsáveis pelo adulto de hoje e seus sintomas.

O desamor sofrido fere os comportamentos destrutivos dos pais, ou de quem cria uma criança, por exemplo… abrem feridas, deixa registrado, sentimentos ruins, que mais tarde, será transformado em doenças psicossomáticas, ou em desvios de conduta, ou na procura desesperada de algo externo que preencha esse vazio, deixado pelos maus tratos, pela falta de amor, pela falta de uma vida cristã.

Depois que crescemos somos feridos, por maridos, amigos, filhos, patrões, pastores líderes, que exercem grande influência sobre nós
Fico pensando naquela criança de apenas 3 anos que foi torturada pelo padrasto com agulhas introduzidas em seu pequeno corpinho, proveniente de bruxaria, que traumas, que violência aqueles atos causaram no psicológico daquela criança, e quantas doenças terá no futuro em decorrência daquela violência passada, se não for tratada psicologicamente e espiritualmente com amor Divino orações, somatizará, poderá ter asma, pânico, ansiedade, depressão, desvios de conduta, quem sabe por não dar conta de tanta angústia procurar drogas por exemplo. A violência sofrida na infância se não tratada causará doenças no corpo e na alma.

Como será difícil para esta criança creditar que existe um Pai verdadeiro, amoroso, se a figura de pai que o tratava era tão mal.

E uma mulher, por exemplo, que já vem de uma família desestruturada, casa com um homem que a trata mal, que a faz sofrer. Diz uma esposa: “Meu marido feriu-me profundamente ao me trair! Além de tudo disse que a culpa era minha” Esse marido feriu… abriu uma dolorosa ferida no coração da esposa. , mexeu com sua auto-estima, e a figura de homem pai já abalada pela infância através da imagem de seu pai, agora se confirma na imagem de seu marido, essa mulher se não tratada, com muito carinho e paciência, como achamos que será, quais sentimentos foram reforçados aí, a figura de Deus como será para esta mulher, o que seu corpo somatizará, gastrite, dores de cabeça, depressão, tristeza profunda, complexo de inferioridade. Poderá desenvolver compulsão por comida, compras, é uma bola de neve, e o ganho secundário com elas, é um circulo vicioso, de somatizações e apego nesse sintoma que só será curado, com perdão, amor, e compromisso com Deus.

Há filhos feridos pelo pai ou pela mãe, e há muitos pais muito feridos pelo mau comportamento dos filhos, maridos feridos pelas esposas, e essas por eles, irmãos que se odeiam, porque feriram-se profundamente, parentes que se rejeitam por causa dos desamores praticados. Enfim, a realidade dolorosa dos corações feridos e sofridos é generalizada, e todos esses se investigados apresentarão um tipo de doença no corpo e na alma e são muito prejudiciais à saúde física, ao equilíbrio, ao bem-estar e à felicidade psicológica e emocional, bem como ao crescimento espiritual e à boa convivência familiar e comunitária.

É por tudo isso que a sabedoria de viver, nos ensina que somente um Deus poderoso pode nos devolver a sanidade e a saúde mental e espiritual, e que devemos buscar conhecer esse Deus que nos traz a paz e nos ensinar a viver em Cristo, ou seja, em harmonia, em equilíbrio de todas nossas emoções.

E também vale a pena ressaltar a importância, de buscar ajuda profissional, de um profissional treinado, que respeite sua fé em Jesus, e o ajude a descobrir o porquê, como e de que forma você poderá transformar suas lágrimas em alegria, nós podemos sim transformar todas as nossas tristezas em alegria, e podemos com a ajuda deste profissional especializado, a buscar onde estão a nossa dor, e tratá-la, em seguida como um verdadeiro milagre Deus removerá sua doença física, é trabalho em equipe, você como sua esperança e desejo de mudança, o profissional que entende e pesquisa sobre sua doença, e Deus dando todas as respostas, respondendo todas as questões sobre seu desenvolvimento, eu creio como profissional que sou da área de psicologia, com tudo que estudei e aprendi, que Deus nos mostra muito mais fácil, os problemas as dores do ser humanos, eu creio que estudei psicologia, sob a Graça de Deus, para hoje entender muito mais sobre meu paciente, e ter muito mais técnicas de muito mais valor terapêutico em meus tratamentos, pois todos são regidos pelo conhecimento da divindade de Jesus Cristo. Através de seu modelo de amor e caráter consigo passar para meus pacientes o verdadeiro valor da vida e de sua vida para Deus, e a importância que temos para nossa vida e para a vida das pessoas a nossa volta.

Enviado por nossa amiga leitora e colaboradora Aparecida do Carmo – Bauru – SP

Então, O que achou?