2 jun
2010

Valdelice Salun

A médium Valdelice Salun ficou conhecida pela pintura mediúnica, através da qual nos traz obras indéditas de Van Gogh, Manet, Monet, Matisse e Renoir, entre outros. Ela será, inclusive, uma das convidadas do Medinesp 2003, Congresso de Medicina e Espiritualidade organizado pela Associação Médico-Espírita do Brasil que se realizará enter os dias 18 e 21 de junho no Anhembi em São Paulo.

Se hoje ela desenvolve este belo trabalho com os artistas desencarnados, pintando telas a óleo e desenhos com pastel, ela nos conta que sua origem humilde e o analfabetismo dificultaram que ela entendesse na juventude quem eram tais espiritos.

A percepção da presença dos espíritos sempre foi comum a ela. Na infância ela chegava a brincar com eles, morando no campo. Porem, já mais velha, casada e mãe, ela começou a desenvolver uma mediunidade de efeitos físicos que a assustou muito no inicio. Barulhos e ruídos deixavam a médium iniciante temerosa. No entanto, graças a estes efeitos que ela não soube sozinha controlar, Valdelice acabou por cair nas mãos de Chico Xavier.

Desde o inicio reconhecendo nela as possibilidades para o trabalho sério, Chico a incentivou a começar a estudar o Evangelho e freqüentar o centro espirita. Disse a ela que muitos artistas encontrava-se ao seu redor esperando para realizar um trabalho de divulgação da vida após a morte através da pintura mediúnica.

Quando Valdelice quis saber o que seria a pintura mediunica, Chico explicou: “É trabalho de evangelização através das cores, tanto para os encarnados quanto p/ os desencarnados.”

Durante muito tempo Chico a ajudou a se desenvolver, sempre ressaltando a finalidade nobre daquele trabalho que poderia vir a ajudar muita gente.

Hoje Valdelice tem 63 anos e uma extensa obra, tendo já se apresentado no exterior, em países da Europa. No inicio do ano passado ela se apresentou em São Paulo, como sempre produzindo pinturas e revertendo o lucro para atividades filantrópicas. Continua a evangelizar através das cores, como definiu Chico Xavier.

Mas o que significa, afinal, evangelizar através das cores?

Se tudo vem de Deus, as cores vem de Deus.

O talento humano para co-criar obras de arte e juntar as cores em uma tela vem de Deus.

A possibilidade de possuir a visão e enxergar as cores na tela vem de Deus.

A luz que nos permite que as cores na tela sejam vistas vem de Deus.

A honra de nos emocionarmos com a Natureza representada nas telas, vem de Deus.

Seremos evangelizados através das cores se reconhecermos que a alma humana co-cria com o Pai através do desenvolvimento de seu talento, colaborando assim na sua evolução pessoal e ampliando a sua colaboração dentro da Obra Divina. Nossos amigos artistas utilizam-se de médiuns como Valdelice para nos mostrar que a vida continua, que o talento que lhes foi concedido por Deus pode os ajudar a crescer muito, reverenciar Criador, emocionar e elevar a alma de todos nós.

Assim, poderemos ser evangelizados pelas cores destas telas feitas por tantos talentos desencarnados, espíritos em franca evolução, cheios de vitalidade e vontade.

Agradeçamos ao Pai esta maravilha que é a pintura mediunica. 

fonte: Folha Espírita

Então, O que achou?