27 ago
2010

10 maneiras de erguer um Centro Espírita

  1. Compareça às reuniões, e, sempre que o fizer, chegue na hora.
  2. Se o tempo não estiver bom, vá assim mesmo.
  3. Quando solicitado a auxiliar, ofereça o melhor de si, sem dizer que o trabalho deve ser executado por esse ou aquele companheiro.
  4. Quando não assistir às reuniões, não critique o trabalho daqueles que compareceram.
  5. Sempre que convocado, aceite os postos de maior responsabilidade, e, caso não tenha sido ainda, não veja nisso motivo de melindre.
  6. Dê sincera importância à execução de suas tarefas, e, quando solicitado a prestação de contas, apresente-se com humildade.
  7. Quando chamado a opinar sobre assunto sério, fale no momento certo, porém, depois da reunião, não discuta com ninguém como deveria ter sido decidido, pois já não é tempo.
  8. Lute por fazer mais do que o “absolutamente necessário”, unindo-se àqueles que põem mãos à obra com toda a boa vontade e com todo o zelo em prol do êxito dos trabalhos, sentindo-se responsável e nunca imaginando a existência de uma “panelinha” querendo mandar e desmandar.
  9. Se novos colaboradores chegarem, auxilie-os na melhor compreensão do que seja o Centro Espírita.
  10. Na parte que lhe toca contribuir para pagamento dos compromissos materiais, financeiros, preste seu concurso regular e não espere ser lembrado para cooperar.

Fonte: Editora EME

Então, O que achou?