25 set
2010

Águas e conselhos

“Água e conselhos, só os dê a quem os pede”.

Água e conselhos só são importantes e nos interessam quando sentimos falta,
por isso não adianta oferecer água a quem está saciado nem conselhos a quem deles não precisa, ou crê não precisar.
É a necessidade que nos levará a buscar a água que sustenta a
vida do corpo nos devolvendo o equilíbrio, e igualmente será a consciência da própria incapacidade de avaliar ou discernir bem determinada situação o que nos levará a buscar ajuda externa, numa
atitude de humildade diante de situações que percebemos acima de nossas forças de entendimento.
A água será bem recebida, quando dela tivermos necessidade.
Os conselhos serão bem aceitos quando
esgotados em nossos próprios recursos,
compreendermos que não sabemos tudo, e que onde há orgulho há sempre, também, sofrimento.
Nesse momento, o conselho será a água que sacia a alma.

[autor desconhecido]

Então, O que achou?