28 abr
2011

O Sal da Terra

Em várias passagens do Evangelho, Jesus exorta Seus seguidores a que sejam o sal da Terra e a luz do Mundo.

A mensagem cristã constitui um chamado ao desprendimento das coisas e dos valores mundanos.

Desprendimento não no sentido de desprezo, mas com o significado de dar a tudo o seu justo valor.

Sabe-se que as conquistas terrenas são fugazes e transitórias.

Tudo o que se refere à matéria possui uma grande fragilidade.

Beleza, poder, influência, fortuna, tudo isso cedo ou tarde fenece ou troca de mãos.

A vida é cheia de revezes e os percalços inerentes à trajetória humana podem amargurar.

Quem coloca todas as suas alegrias e expectativas nessas conquistas transitórias candidata-se a fortes decepções.

A proposta evangélica é que se deve viver no Mundo, mas sem ser do Mundo.

Ocupar-se com dignidade das atividades que garantem a manutenção da vida e da ordem social.

Estudar, trabalhar, cuidar da saúde e planejar a própria existência com prudência e critério.

Contudo, perceber que a finalidade do viver terreno não se cinge a tais aspectos.

Por preciosa que seja determinada conquista material, ela um dia ficará para trás.

Ao mesmo tempo, os revezes da fortuna nem sempre permitem que se atinja o objetivo almejado.

Nem por isso a criatura humana deve se tornar angustiada ou indiferente.

Para bem aproveitar seu tempo na Terra, ela precisa aprender a dar a cada coisa o seu merecido valor.

Tendo em vista seu potencial de desenvolvimento da inteligência e da vontade, são positivos os mais comuns sonhos humanos.

Entretanto, sua realização não pode constituir a meta da existência.

Ciente de que um dia o corpo físico perecerá, é importante cuidar do que a ele transcende.

Aí se encontra a possibilidade que a mensagem cristã possui de conferir um novo sabor à vida do homem.

À semelhança do sal, ela funciona como um tempero, dá um atrativo diferente ao que de outro modo seria insípido.

Trata-se do convite à vivência de virtudes com o potencial de tornar doce e pacífico o coração.

Jesus apresentou ao mundo um Deus pleno de amor e sabedoria.

A fé nesse Deus amoroso e sábio possui o condão de pacificar a alma, entre as lutas do mundo.

Também o perdão é uma força libertadora, que permite seguir tranquilo mesmo por entre agressões.

A compaixão faz com que o homem preste atenção no semelhante e sinta vontade de auxiliá-lo.

Com isso, ajuda-o a não pensar muito em seus próprios problemas e sua vida se simplifica.

O Evangelho significa Boa Nova e seu objetivo é tornar felizes os homens.

Não promete uma felicidade feita das instáveis e perecíveis conquistas humanas.

Mas assegura a vivência de doces emoções, com infinito potencial pacificador.

Pense nisso.

Redação do Momento Espírita.

Em 27.04.2011.

Você encontra este texto também > http://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=2979&stat=0

2 Comentários

  • AQUELE QUE PRESERVAR ATÉ O FIM SERÁ SALVO

    Mt :10: 22
    Sereis odiados de todos por causa de meu nome, mas aquele que perseverar até o fim será salvo.
    Mt: 24: 12 e 13
    12: E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará.
    13: Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo.
    Mc: 13 : 13
    E sereis odiados de todos por causa de meu nome. Mas o que perseverar até o fim será salvo.
    Jo : 6 : 37
    Todo aquele que o Pai me dá virá a mim, e o que vem a mim não o lançarei fora.
    Rm : 9 : 27
    A respeito de Israel, exclama Isaías(*): Ainda que o número de filhos de Israel fosse como a areia do mar, só um resto será salvo;
    Is ; 48 : 19 (*)
    tua posteridade seria como a areia, e teus descendentes, como os grãos de areia; nada poderia apagar nem abolir teu nome de diante de mim.

    Ap: 2: 11
    Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O vencedor não sofrerá dano algum da segunda morte.
    Ap: 21: 7
    O vencedor herdará tudo isso; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.
    Hb : 6 : 10 e 11
    10 : Deus não é injusto e não esquecerá vossas obras e a caridade que mostrastes por amor de seu nome, vós que servistes e continuais a servir os santos.
    11 : Desejamos, apenas, que ponhais todo o empenho em guardar intata a vossa esperança até o fim,
    Fonte: Bíblia Boa Nova.

    Perseverar no bem
    Conforme certa passagem do Evangelho, Jesus afirmou que, em decorrência da multiplicação da iniqüidade, o amor de muitos esfriaria.
    Mas Ele também disse que quem perseverasse até o fim seria salvo.
    Com a sabedoria que Lhe é peculiar, Jesus apontou uma característica bastante comum no ser humano.
    Quando alguém abraça um Ideal, espera que os outros dele compartilhem.
    Em se tratando de valores saudáveis, essa esperança é nobre.
    Apenas não pode se converter em fator de desestímulo, quando não se concretiza em breve tempo.
    Afinal, o Messias também asseverou que quem quisesse ir após Ele deveria renunciar a si mesmo, tomar sua cruz e segui-Lo.
    Ou seja, a mensagem de renovação é um convite, não uma imposição.
    Cada qual é livre para se modificar desde já ou no curso dos milênios.
    Como a evolução é um imperativo universal, ela sempre se processa.
    Quando a criatura se empolga com a idéia de ser melhor, ela nada a favor da correnteza, por assim dizer.
    Não necessita ser trabalhada por graves decepções, a fim de perceber o verdadeiro sentido do existir.
    Assim, se você se sente tocado pelo desejo de melhorar, rejubile-se!
    Esforce-se ao máximo em ser um fator de progresso onde quer que esteja.
    No seio de sua família, seja um membro prestativo e generoso, sempre disposto a auxiliar e compreender.
    No setor profissional(individuo), esforce-se para ser competente, leal e trabalhador.
    Como cidadão, adote a honestidade como padrão de conduta.
    Em qualquer situação, seja solidário.
    Só não esmoreça se os outros não fizerem o mesmo.
    É natural que uma pessoa digna espere conduta decente dos que a rodeiam.
    Quanto mais se sofistica o padrão ético de alguém, mais ele sofre com as indignidades que presencia.
    Mas urge compreender que sua morada natural é no plano espiritual.
    Em essência, você é um Espírito.
    Quando anima um corpo de carne, é com a finalidade de incorporar valores e auxiliar o progresso social.
    No retorno à pátria espiritual, ficará entre os que lhe são semelhantes.
    Se deseja boas companhias, trate de ser uma excelente pessoa.
    Em realidade, você não pode impor mudanças aos outros.
    Mas pode exemplificar a dignidade nos seus menores atos.
    Tudo que se relaciona à vida material é transitório, inclusive as relações humanas que não se baseiam em profunda afinidade.
    Entretanto, a dignidade espiritual que você conquista com vivências nobres o acompanhará para sempre.
    Ela representa a sua salvação, o seu tesouro maior, que justifica todo esforço e perseverança.
    Pense nisso.

    Redação do Momento Espírita.
    Em 13.10.2009

  • Tudo isto é perfeito, e me ajudou mto no momento em que eu precisava e espero estar usando no meu dia dia. Abraços a tds e que Jesus sempre esteja conosco.

Então, O que achou?