20 jan
2011

Divaldo Franco e a transição planetária

Um dos maiores conferencistas espíritas da atualidade faz palestras e conferências sobre temas afins em Cuiabá, Rondonópolis e Barra do Garças, de 10 a 13 de fevereiro

Da Redação

Divado Franco

O médium e conferencista Divaldo Pereira Franco estará em Mato Grosso entre os dias 10 e 13 de fevereiro. Considerado um dos mais importantes oradores espíritas da atualidade, Divaldo faz três conferências abertas ao público para falar sobre “Transição Planetária”. O evento começa em Rondonóplis (dia 10), em seguida Barra do Garças (11), encerrando na Capital, no dia 12, no Centro de Eventos do Pantanal, dentro das comemorações de aniversário de 100 Anos do Centro Espírita Cuiabá.

Além da Conferência, Divaldo Pereira Franco fará um Seminário de dois dias na cidade para aprofundar o tema. Para os espíritas, uma nova era já está em curso no planeta, transição na qual a Terra deixará de ser um mundo de sofrimentos para se tornar um lugar de regeneração, no qual o bem predominará. O assunto é abordado é tema de um dos mais recentes livros psicografados pelo médium, Transição Planetária” (Editora Leal), ditado pelo espírito Manoel Philomeno de Miranda.
“Nesta extraordinária obra, o leitor conhecerá os mecanismos e as razões de Ordem Superior da transição planetária, em favor das mudanças urgentes e necessárias que promovam o respeito às leis à ética e à Natureza, transformando o homem num ser integral, consciente dos seus deveres para com Deus, consigo próprio e o próximo”.

Espírita há 63 anos – como divulgador do espiritismo, contabiliza mais de 13.000 conferências, em mais de 2 mil cidades em todo o Brasil e em 64 países dos 5 continentes, tendo concedido 1.500 entrevistas para rádio e TV, no Brasil e no Exterior. Como médium, publicou 250 livros, com mais de 8 milhões de exemplares, onde se apresentam 211 autores espirituais, muitos deles ocupando lugar de destaque na literatura, no pensamento e na religiosidade universais.

Dessas obras, houve 92 versões para 16 idiomas (alemão, albanês, catalão, espanhol, esperanto, francês, holandês, húngaro, inglês, italiano, norueguês, polonês, tcheco, turco, russo, sueco e sistema Braille). Além de 17 escritos por outros autores, sobre sua vida e sua obra. A renda proveniente da venda dessas obras, bem como os direitos autorais foram doados, em Cartório, à Mansão do Caminho e outras entidades filantrópicas. (com assessoria)

Fonte: http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=386688

1 Comentário

  • PRECISO SABER SE TEM ALGUM CENTRO KARDEC NA BARRA DO GARÇAS MT . SE EXISTIR POR FAVOR PRECISO DE ENDEREÇO GRATA

Então, O que achou?